27 maio 2012

O Deus do Velho e do Novo Testamento

O Senhor é um Deus zeloso e vingador; o Senhor é vingador e cheio de indignação; o Senhor toma vingança contra os seus adversários, e guarda a ira contra os seus inimigos.
O Senhor é tardio em irar-se, e de grande poder, e ao culpado de maneira alguma terá por inocente; o Senhor tem o seu caminho no turbilhão e na tempestade, e as nuvens são o pó dos seus pés.


Na 1.2,3



Certa vez li um artigo em um site que se  dizia comprometido com a palavra de Deus, no referido artigo dizia que o Deus do velho testamento era um deus vingador, mau, preconceituoso e tinha prazer em matar, e que o Deus de Jesus Cristo é um Deus amoroso, o Deus a quem eles servem- dizia. Esse artigo, na verdade, é de um grupo de pessoas que são estudadas e que tem algum tipo de experiência religiosa, eles entretanto são um grupo que apoia o homossexualismo religioso, alegando que Deus é amor, e que Deus está puramente interessado em nossos corações, segundo eles, o verdadeiro Deus é o Deus que Jesus pregava, não o “deus” do velho testamento (assim mesmo em letras minúscula como eles colocam).
Essa postagem não é um contra argumento, nem uma rebatida ao artigo citado, (quem sabem numa outra ocasião) mas, trato do Deus e dos deuses, que são criados segundo a moda de cada um, direi que há um grande equivoco em conhecer a Deus e compreender o que ele realmente é e o que faz, e que o Deus do velho testamento é o mesmíssimo do novo testamento. 

Hoje há um novo evangelho introduzido, não somente no meio cristão, como também no meio secular. A verdade é que muitos estão modelando seu próprio deus, a fim de que lhes agradem.

Qual a diferença do Deus do novo e o Deus do velho testamento?

Primeiro. Os tempos mudaram, mas Deus continua o mesmo. No tempo de velho testamento a ira de Deus era sobremaneira mais forte que no novo testamento e nos dias de hoje, porque não tinha ninguém sem pecado que pudesse aplacar a ira de Deus e dizer: oh Senhor! Vestes que sou perfeito, portanto não faças mal aos outros! Não, não houve, pois “desviaram-se todos, e juntamente se fizeram imundos: não há quem faça o bem, não há sequer um.” Sl 14.3. Os sacrifícios eram feitos com animais, e o sangue dos animais não purificava totalmente o homem, mas freava a ira de Deus, como os homens sempre se inclinavam mais e mais ao pecado era de se esperar uma justiça severa de Deus, até para que as pessoas soubessem e reconhecesse que Ele era o Deus vivo e que age.

O Deus do novo testamento continua sendo o mesmo do velho testamento. De fato, podemos notar que a ira de Deus no NT (Novo Testamento) já não é tão severa quanto no VT (Velho Testamento), mas por que isso? O por quê a própria bíblia nos responde ainda no velho testamento: “Todavia, foi da vontade do Senhor esmagá-lo, fazendo-o enfermar; quando ele se puser como oferta pelo pecado, verá a sua posteridade, prolongará os seus dias, e a vontade do Senhor prosperará nas suas mãos. Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo justo justificará a muitos, e as iniquidades deles levará sobre si. Isaias 53.10,11. O próprio Jesus foi a causa de frear a ira de Deus, isso não quer dizer que Deus está diferente, ou está mais “humano”, em hipótese alguma. Jesus veio como esperança para os que estão longe de Deus e para o arrependimento, pois o juízo de Deus está por vir por sobre toda face da terra. Foi pela vontade de Deus que Jesus foi morto, para que eu e você pudéssemos ser justificados por Cristo, este sim pode interceder ao Pai por nós e dizer: Oh Pai! Eu morri por eles e levei as suas cargas, o castigo que eles merecem levei sobre mim, por isso oh Pai, livra-os!

O Deus do velho testamento é o mesmo do Novo testamento. O Deus de Abraão, Isaque e Jacó, o Deus dos profetas, estes mesmos profetas que anunciaram a chagada do Messias, Jesus Cristo. 

Jesus pregava o amor, “amai-vos uns aos outros”. Assim como Deus amou a igreja devemos amar uns aos outros, mas muitos não entendem qual o verdadeiro amor de Deus e querem aceitar tudo dizendo que não devemos ter preconceitos ou algum tipo de descriminação, e é verdade, porém Deus abomina algumas atitudes da qual não podemos ser complacentes. Deus ama sua igreja com justiça, Ele repreende e castiga todos quanto o ama, seu amor não é carnal nem devasso, é um amor puro, e é com esse amor que devemos amar nossos irmãos.

Devemos aceitar Deus como Ele é, não como achamos melhor, se assim for estaremos criando ídolos, deuses do nosso imaginário e não o Deus da bíblia.
Deus continua repudiando o pecado, sua palavra afirma que: “Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, os idólatras, e todo o que ama e pratica a mentira.”Ap. 22.15.


Nenhum comentário:

Postar um comentário